Carregando a bandeira branca da paz e da cultura afro, ajudando sempre os que necessitam, segue em frente Mãe Preta a Guerreira Iyalorixá.

Sobre Mãe Preta

Um breve resumo da história de vida da matriarca dedicada as causas humanitárias, protetora das crianças e todos os que a procuram, em busca de soluções para os mais diversos e complicados problemas.

Maria Antonia dos Santos, nasceu no dia 20 de março, na Fazenda do Timbu, distrito de Cachoeira, Bahia, Brasil. Filha de Iyemanjá, desde muito cedo já estava envolvida com as questões da espiritualidade e causas sociais. Seus pais de leite, Crementino Lopes e Dona Inácia dos Santos, sempre deram apoio a seu crescimento espiritual. Desde a juventude tornou-se um religiosa dedicada, ao mesmo tempo em que empenhava-se nas questões sociais, tornando-se conhecida no mundo inteiro como uma grande personalidade religiosa.

Com o apoio de amigos e devotos, começou a erigir o templo onde pudesse não apenas homenagear seus orixás, mas também ajudar os necessitado em tempo que transmitia às gerações futuras os ensinamentos da Tradição, Culto e Cultura dos Orixás africanos.

Conhecido por suas atividades sociais beneméritas, Mãe Preta recebeu várias homenagens como comendas e diplomas de mérito de várias associações brasileiras e internacionais. Ainda com apoio destas instituições, a casa Mãe Preta foi tombado como patrimônio cultural em 1986.

Desde então, Mãe Preta ou Vó Preta como assim é chamada, dirige e impulsiona o pequeno tempo dando-lhe importante função social no mundo inteiro.

Adquira o livro "Minha Vida" e saiba mais

O livro
“Minha Vida”
é uma narrativa detalhada sobre as batalhas e vitórias da matriarca guerreira

*Vendas exclusivamente no site

Depoimentos

Quem recebe ajuda, costuma agradecer, mas não é obrigatório.

Eu conheço de perto um pouco da sua história, o seu livro fala da sua importância, da sua luta e da sua simplicidade.

Fernanda H. R. - Bahia

Quero apenas agradecer mãe, desculpa por minha impaciência, sempre confiei em sua palavras. Estou muito feliz. Mais vez obrigada por tudo.

Bernadete S.L. - Sobral

Não tenho palavras para dizer o tanto que lhe admiro. Serei eternamente grato, mil vezes obrigado.

Diogo S G - Salvador

É Gratuito!

Depoimentos

Quem recebe ajuda, costuma agradecer, mas não é obrigatório.

Eu conheço de perto um pouco da sua história, o seu livro fala da sua importância, da sua luta e da sua simplicidade.

Fernanda H. R. - Bahia

Quero apenas agradecer mãe, desculpa por minha impaciência, sempre confiei em sua palavras. Estou muito feliz. Mais vez obrigada por tudo.

Bernadete S.L. - Sobral

Não tenho palavras para dizer o tanto que lhe admiro. Serei eternamente grato, mil vezes obrigado.

Diogo S G - Salvador